top of page

Jesus no Meio de Nós

No capítulo 1 do Evangelho de São Mateus, o evangelista apresenta 42 parentes (antepassados) de Jesus, todos de caráter questionável. Cito alguns:

  • Uma de suas ancestrais bancou a prostituta na esperança de enganar Judá, um dos irmãos de José, e obrigá-lo a manter a palavra.

  • Outra nem precisava fazer cena. Ela era mesmo uma meretriz que cuidava do seu pequeno prostíbulo na zona dos bordeis de Jericó.

  • Betsabéia hoje daria uma ótima notícia nos programas de fofoca: “a bela mulher que tomava banho ao ar livre e que veio a integrar as escrituras passando pela cama do rei Davi”.

  • E o que falar de Davi? O matador de gigantes que não conseguia controlar seus níveis de testosterona. Teve mais esposas do que se pode imaginar.

  • O filho dele, Salomão, também tinha muitas mulheres e muito dinheiro. Será que algum rei já foi tão rico e solitário? “Vaidade das vaidades (Ecl 1) – deveria ser o seu epitáfio.

Os antepassados de Jesus possuem uma história após outra marcada por escândalos, fracassos e intrigas. Quem são essas pessoas? A resposta é uma só; nós, é claro. Basta olhar para si.

Podemos identificar nossa história pessoais na trajetória dessas pessoas. Encontramos a esperança onde elas também encontraram, Deus o criador de todas as coisas. Aquele que nos molda, que resgata nosso coração antes que afunde. Deus, distribuindo chamados, segundas chances e orientação moral a todos os que chegam, passam e se vão. A Moisés, que matou um homem; a Sansão, que cometeu um deslize; a Tomé, que duvidou de Deus; a João Batista, que se vestia como um homem das cavernas e mantinha uma alimentação um tanto quanto estranha.

Essas são as pessoas da Bíblia, e que transbordam o mais forte vigor e brilho do que a maioria pode conceber. Se Deus pode encontrar um espaço para essas pessoas, Ele tem, com certeza, um lugar para nós também. Um trecho precioso do livro de Hebreus ajuda a compreender essa verdade: “Para que o santificador e santificados formem um só todo. Por isso, Jesus não hesita em chamá-los seus irmãos, (...). eis-me aqui, eu e os filhos que Deus me deu”. (Hb 2,11-13).

Tudo o que vimos até agora e este texto da Carta aos Hebreus, remete a uma foto de família. Em uma foto familiar todos os personagens excêntricos de nossa família estão presentes. Ali está o vagabundo, o bêbado, o tio que insiste em ser infantil e que não quer crescer e ter responsabilidades, a tia que nunca cala a boca, o primo que é fichado na polícia e o avô que fala baixarias. No meio disso tudo está Jesus “com os filhos que o Pai me deu”.

Você consegue distinguir seu rosto nessa foto? Espero que sim, pois está nela. E Jesus também está orgulhoso de você.


Deus abençoe!

Pe. José Torquato



Comments


  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
bottom of page